Nossa religião gira em torno da Páscoa

formacao_nossa-religiao-gira-em-torno-da-pascoa-artigo-768x576No dia de Páscoa, relembramos os feitos que Cristo empreendeu por amor à humanidade

O centro de tudo está na Eucaristia, que é a atualização dos efeitos da Páscoa em nossa vida. E essa força faz-se eficaz em nosso ser (alma e corpo) por meio da iniciativa de Deus, pela Sua permanência conosco. Para isso, no entanto, o Senhor quer contar com a nossa aceitação, que somente é verdadeira quando expressa uma resposta pela forma de atualização e memória.

Contudo, devemos entender o significado de tais palavras à luz da Sagrada Escritura, para compreendermos a real comunicação do que Jesus fez por nós e o que Ele pede de cada um, para aderir ao Seu plano de amor e salvação.

Primeiramente, o verbo “permanecer”
Encontramos diversos versículos que tratam da permanência de Deus entre nós. O próprio nome do Emanuel significa: Deus conosco.

A identidade bíblica dessa palavra “permanecer” não exemplifica simplesmente o local onde algo ou alguém está. É, além disso, a totalidade do ser numa realidade, onde se deposita ou insere toda a amplitude do que porta aquele que permanece.

“Porque assim diz o Alto e o Excelso, que habita (hb. ןכש , shokhên) na eternidade e cujo nome é santo” (Is 57, 15).

A palavra “habitar” é, portanto, em hebraico, shakan, que significa “residir”, “morar”, “continuar”, “permanecer” e “descansar”. A palavra shakan está relacionada a shakab, que significa “descer”, “deitar”. É por isso que, o verbo shakan, deu origem ao substantivo shekinah que, apesar de não constar na Bíblia dessa forma, sua ideia já se encontra nas Escrituras, utilizada para referir-se à manifestação da glória de Deus, como no caso de Êxodo 24,16;40.35 e Números 9,16-18. Ou seja, onde Deus “habita ou permanece” está Sua presença, glória e esplendor.

Sinais divinos
Jesus atribui a procedência de seus sinais divinos a uma movimentação entre o Pai e Ele, que permanecem um no outro. “Não credes que estou no Pai e que o Pai está em mim? As palavras que vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que permanece em mim, é que realiza as suas próprias obras ” (Jo 14,10).

Outro exemplo que Cristo nos revela é que a verdade só será infusa naqueles que aceitarem a permanência do Espírito Santo em si. “O Espírito da Verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece, mas vós o conhecereis, porque permanecerá convosco e estará em vós ” (Jo 14,17).

Se pois, Deus habita entre os homens, então significa que Jesus aconchegou toda a Sua pessoa, com todo Seu poder e majestade, entre os seres humanos.

Não estamos sozinhos, Ele está entre nós e é nossa constante companhia em todos os momentos, mesmo se não O sentimos. E voltar, tendo vencido a morte e conquistado a Ressurreição, insere que essa parte de Seu Ser, está presente, permanece, é continua e reside entre a realidade humana.

Não somos escravos de nenhum tipo de morte, nem física nem eterna. Esse aguilhão das trevas não é o fim de tudo, sua palavra não é a definitiva. Portanto, devemos viver pela esperança de que todas as coisas um dia se farão novas e a alegria brilhará aos nossos olhos.

Para existir, trazendo em nós essas certezas, pede-nos uma adesão à salvação de Jesus, que só poderá ser feita pela atualização e memória.


O que é atualizar e rememorar?

No dia de Páscoa e os que o antecedem, relembramos os feitos que o Cristo empreendeu por amor à humanidade.

O Evangelho de São João, talvez, seja o que significará melhor o entendimento sobre o que vem a ser este “recordar” bíblico. Pelo menos em três passagens, João utiliza o termo recordar. “Os seus discípulos recordaram-se que está escrito: “o zelo pela tua casa consuma-me” (Jo 2,17; cf. Sl 69,10); também, depois da ressurreição, quando seus discípulos se recordaram que Ele os teria comunicado sobre esse acontecimento (cf. Jo 2, 22) e no Domingo de Ramos (Jo 12, 14s; cf. Zc 9, 9).

Assim, João, em seus escritos, quis nos despertar para a realidade de que, os acontecimentos do passado não encerram seu sentido no fato, mas, caminha para além do tempo e espaço em que ocorreram.

O Antigo Testamento não pronuncia um fato histórico definido apenas pelo seu sentido literal, porém encontra significado na pessoa e missão de Jesus. Também nossa história de vida está carregada de acontecimentos que provam o amor de Deus por nós e de chances que há muito tempo Ele vem nos proporcionando de uma vida nova.

O sentido e os efeitos do amor de Deus
Atualizamos nossa fé quando a recordamos. Trazemos para o tempo presente o sentido e os efeitos do amor de Deus nas ocorrências ordinárias do cotidiano. Para Ele não existe o tempo chronos.

A palavra grega “anamnese” foi usada pelo Mestre ao instituir o sacramento da Eucaristia, e quer dizer “fazer de novo”. “Tomou em seguida o pão e depois de ter dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: ‘Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim’”(Lc 22,19). Na nossa língua, equivale a: “Façam isso novamente por mim”.

O evangelista João nos ensina a esclarecer o sofrimento do Cristo e o nosso próprio à luz da escolha que fizemos por Ele. Por isso, a cada dia chegamos a uma nova iluminação ao que conhecemos da pessoa de Jesus e de Sua permanência em nossa vida através das alegrias e tristezas, de quando o fardo é leve ou de quando a Cruz torna-se pesada demais. Entendemos, talvez no momento, talvez no futuro, o “para que” aquela provação.

O melhor de tudo é que não somente nos vêm a compreensão intelectual, e também, pela contemplação do mistério de amor de Jesus Cristo, enchemo-nos de força para atravessar qualquer desafio, e esse torna-se objeto de ressurreição em nossa vida.

Ao fazer memória das Escrituras Sagradas, das obras e do Calvário de Jesus, elas fazem-se presentes/permanentes nos dias de hoje e em nossa vida. Jesus torna-se vivo e atuante no coração e na alma do crente.

À luz do Espírito Santo, a sabedoria nos chega, mas é preciso estar disposto a atualizar a Palavra e a Cruz do Cristo, entranhando-as em nós, pois, dessa forma, podemos dizer verdadeiramente “Cristo ressuscitou em mim! Aleluia!”

Feliz Páscoa para você!

Deus o abençoe!
Texto extraído do Portal Canção Nova

Primeira meditação da Quaresma 2018: “Aprender a ‘desaprender'”

Como anunciado por ele mesmo após a oração do Angelus e com seu tuíte do dia, o Papa Francisco deixou o Vaticano domingo (18/02) e se dirigiu a Ariccia, sudeste de Roma, aonde por uma semana, permanecerá em retiro espiritual.

O micro-ônibus do Vaticano deixou a Casa Santa Marta às 16h, levando o Papa e seus colaboradores mais próximos para a casa dos padres Paulinos ‘Divino Mestre’, aonde até sábado, (24/02) serão feitos os exercícios espirituais de Quaresma.

A primeira meditação, por obra do sacerdote português José Tolentino de Mendonça, teve como título “Aprendizes do estupor”, sugerido pelo Evangelho de João. No texto, Jesus diz à samaritana apenas três palavras: “Dá-me de beber”. Assim como ela se surpreende com tal pedido, nós também ficamos desconcertados – antecipou o pregador – porque estas são as palavras que Jesus dirige a nós:

“ Dá-me o que tem, abre seu coração, dá-me o que é ”

O cansaço de Jesus

Deste estupor, a meditação passa ao ‘cansaço de Jesus’ e ao nosso. Podemos entender o diálogo de Jesus com a samaritana somente se mantivermos diante dos olhos o dom sem limites que Jesus faz de si na cruz. Em ambas as circunstâncias, o sol diz que é meio-dia, a hora sexta. É a hora central do dia, o meio do tempo, que marca o antes e o depois. Não é simplesmente a indicação cronológica, mas o símbolo da passagem de Jesus em nós. Por isso, explicou o sacerdote, mesmo que o relógio assinale outro horário, muitas vezes é meio-dia em nossas vidas. Cada vez que nascemos é meio-dia.

Ele veio nos procurar

Quando Jesus pede ‘Dá-me de beber’, a sua sede não se materializa na água. É uma sede maior. É sede de alcançar as nossas sedes, de entrar em contato com os nossos desertos, com nossas feridas. Nós devemos nos comportar com confiança. Temos que nos reconhecer como ‘chamados’.

Conhecer o dom de Deus

É o Senhor que toma a iniciativa de vir ao encontro de nós. Ele chega antes ao poço. Quando a samaritana entra em cena, Jesus já está lá, sentado. Quanto maior é o nosso desejo, o de Deus é sempre maior. Citando um trecho do ‘Livro dos abraços’ do escritor uruguaio Eduardo Galiano, Padre Tolentino completou:

“ Deus sabe que nós estamos aqui ”

Nossa oração sobe até Deus

Com novas citações, de Tolstoj a Fernando Pessoa, a meditação sugeriu os participantes a “desaprender”:

“Desaprendamos para aprender aquela graça que tornará possível a vida dentro de nós. Desaprendamos para aprender até que ponto Deus é a nossa raiz, o nosso tempo, a nossa atenção, a nossa contemplação, a nossa companhia, a nossa palavra, o nosso segredo, a nossa escuta, a nossa água e a nossa sede”.

Concluindo, Pe. Tolentino exortou os participantes:

“Digamos no nosso íntimo, com toda a verdade de que somos capazes: ‘Senhor, estou aqui à espera do nada’, ‘Senhor, estou aqui à espera do nada’. Ou seja, estou apenas à espera de ti, à espera do que és, à espera do que me dás’

Fonte: Vatican News

Elisete Nogueira da Silva Comitre E familia

PEÇO ORAÇÃO PELA SAÚDE FÍSICA,ESPIRITUAL,EMOCIONAL E PSICOLÓGICA E DÊ SABEDORIA E DISCERNIMENTO PARA DECISÕES EM NOSSAS VIDAS,DERRAMAMENTO E BATIZA DO ESPIRITO SANTO AFASTE A INVEJA,AFASTE AS BRIGAS E FALTA DE PAZ EM CASA ,DÊ MANSIDÃO E EQUILIBRO,CURE A DEPRESSÃO,CURE A ANSIEDADE E NERVOSISMO DAS PESSOAS ABAIXO OBRIGADO AMÉM
Antonio Gomes da Silva , Edson Gomes da Silva ,Maria Nogueira da Silva
Ednilson Antonio Gomes da Silva, Maria do Carmo dos Santos Pereira e familia
Edna Aparecida da Silva Nepomuceno, José Geraldo Nepomuceno
Miguel Aparecido da Silva Nepomuceno Cure a alérgias a ansiedade e nervosismo misericórdia dele
Maria Matildes Nepomuceno, Elisete Nogueira da Silva Comitre, Luciano de Freitas Comitre
Pedro da Silva Comitre Cure a ansiedade e nervosismo e falta de paz misericórdia dele
Micheli da Costa Silva e Gerson Martins Hernandes,Carlos,Raquel e Móises
Davi da Silva Comitre –CURE AS ALÉRGIAS E PNEUMONIA E A GARGANTA Inflamada misericórdia dele
Izete de Freitas Comitre e família e Beto,Gilberto,José Bom e família,Tiago,Valentim Comitre Filho, Adailza, Leonildes,Claudinei dos Santos Pereira dos Santos,Daiza
Maria Madalena Nepomuceno Marcolino Pereira,, Flavio, JoSÉ bom,Tiago
Valdomiro Marcolino Pereira Sobrinho,Leonilda de Freitas Eduardo,José Eduardo,Tiago,Evelyn,Adaiza
Zilda Nepomuceno de Oliveira,Cassio André de Oliveira
Claudinei Pereira dos Santos,Bruno dos Santos,Karina,Karine
Juliana Cristina Pereira e seu namorado e Bruno Daniel Pereira e Juliana ,Antonia e Israel

delma clara mendes diniz

suplicoao sagrado coração de jesus coma intercessçao den.senhora,anjos,arcanjos espirito santo pela minhafamilia especialmente meus sobrinhos(as) entre todos Luan e Luana com seu esposo Joao Ricardo em todo e qualquer trajeto com saúde e paz, emqualçquer lugar e por mim ,conceda-metambemsaude eproteçlãp assimseja….

ATALIBA NAIR E FAMILIA

meu pai criador perdao por todas minha falhas tende misericordia dos teus filhos e lhe rogo o perdao por todos meus pecados.
Meu Pai Eterno cuida de cada um dos meus familiares em especial meus pais ataliba e nair luciano a familia do anibal ribeiro e na minha vida adelita, senhor nos abencoe nos livre de pessoas maldosas invejosas fofoqueiras ladroes e estrupadores cuida senhor de cada um de nos abencoando nossas vidas nossas casas a vida financeira espiritual amorosa.
senhor cuida do nosso trabalho nos livre de pessoas ruim de coracao.
dai nos o pai a prosperidade e muita uniao e alegria.
senhor dai muita saude aos meus pais protecao libertacao sabedoria amor uniao cuida senhor dele cada minuto.
senhor cuida do meu trabalho ( adelita0) do concurso que estou concorrendo do trablho que estou lhe pedindo a trde para tecnico em laboratorio dai me a saude sabedoria alegria amor protecao e libertacao das pessoas invejosas.
senhor cuida do parto da cassia que seja da tua graca. que a aynoha nasca sadia e perfeita que o gabriel seja um grande homem e que vivam em amor harmonia sabedoria e prosperidade.
obrigado o pai por cada um dos meus familiares.
lhe rogo o pai muita prosperidade para cada um.
obrigado por tudo.