Conversando com Deus

16388349_1864497310495724_4413413532322089676_n“Conversar com Deus é colocar-se em íntima união com o Pai, por Cristo, unidos no Espírito Santo”. Esta frase foi me entregue quando da minha participação em um retiro de oração em silêncio, onde só se conversava com Deus, uma experiência que me ajudou muito a entender meu ser cristão.

Conversar com Deus é entrar em sintonia com a íntima união do Pai, do Filho e do Espírito Santo da qual somos Imagem e Semelhança.

Em nossa vida há momentos em que temos a necessidade de agradecer…

A gratidão é uma maneira de se falar com Deus agradecendo e bendizendo a Ele por todas as maravilhas depositadas em nossa vida, é o reconhecimento pela bondade divina que nos presenteia sempre com uma vida maravilhosa.

Temos também a necessidade de pedir…

Somos mendigos suplicantes. Diante dos limites humanos, o nosso coração tem a necessidade de um Auxílio Divino. Sozinhos nosso peregrinar torna-se muito difícil e faz-se necessário a presença de um Auxílio Divino que nos ajude a carregar o pesado fardo de nossas limitações humanas.

Esta oração muitas vezes passa a ser um desabafo diante de Deus, colocamos neste momento nossa fragilidade humana a frente da graça divina. E deveria ser o contrário, a graça de Deus deveria estar à frente de nossa fragilidade humana. “Conversar com Deus é, portanto, um diálogo de Filhos Amados que sabem que o Pai os escuta”.

Faço aqui uma observação quanto ás nossas conversas com Deus. Não podemos sair falando o que quisermos, ou seja, fofocar a respeito de nosso próximo, maldizendo situações, ou simplesmente só pedindo coisas para nós sem pensar em nosso próximo.

Conversar com Deus é como atravessarmos a ponte de nossa Condição Humana rumo a Ternura de Deus pela oração.

O que nos liga a Deus é o desejo sincero de, mesmo não sabendo conversar com Deus, nos colocamos diante de Sua presença e usamos de nossa capacidade humana de comunicação e nos lançamos a conversar com Deus com se estivéssemos conversando com nosso melhor amigo.

Para conversarmos com este amigo precisamos saber falar, mas é fundamental também sabermos ouvi-lo com atenção.

Para refletir: Mateus 6, 5-13 / Mateus 7, 7-12 / Lucas 11, 5-13

 

Este texto foi carinhosamente escrito pelo Celso Moralli

Artigo: Ela chegou em nossa paróquia, tão linda e tão serena!

14064024_1281177778562200_4038101213936630287_nTão linda… Tão serena…

Ela chegou em nossa paróquia! Trazida pelos Arautos do Evangelho, que vieram realizar aqui as Santas Missões. Uma semana especial, uma semana de oração, com exposição diária do Santíssimo Sacramento em nossa Matriz, confissões e missas carinhosamente preparadas pelos missionários.

Ela chegou em nossa paróquia…

Foi recebida com muita festa! E como foi bom vê-la no meio de nós; como foi bom saber que estás no meio de nós, caminhando pelas ruas do nosso bairro, passando pelas casas e abençoando cada lar que com alegria e muita fé abria as portas para recebê-la. Dentro de cada casa, dentro de cada coração, Maria Santíssima, que sempre leva consigo seu filho Jesus, deixava um sentimento de paz e alegrias serenas. É dentro de casa que conhecemos e aprendemos os valores determinantes para o bem viver. É dentro das nossas casas que a recebemos para aprender com ela.

Ela chegou em nossa paróquia…

Quantas coisas aprendemos, quantas bênçãos recebemos, quantas graças alcançadas pela intercessão de nossa querida mãezinha! Que possamos seguir o seu exemplo. Com sua humildade, mansidão e perseverança, venceu muitos momentos de medo e insegurança. Que com sua dedicação e sua doação, cuidou de seu filho Jesus, e cuida de cada um de nós! Que com sua serenidade fez-se serva do Senhor, e permitiu que se cumprisse, pelo seu sim, a história da nossa salvação.

Ela chegou em nossa paróquia…

E sobre o título de Nossa Senhora de Fátima, entrou em todos os corações que se abriram ao seu encanto e ao seu amor.

Ela chegou em nossa paróquia…

E uma semana cheia de bênçãos e muitas graças só poderia terminar com uma celebração maravilhosa, carinhosamente preparada para a coroação da NOSSA RAINHA. Os arautos foram embora, mas deixaram aqui uma obra prima do bom DEUS. E hoje vemos Maria coroada que protege os filhos seus.

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós! Nossa Senhora de Fátima, rogai por nossos padres! Nossa Senhora de Fátima, intercedei a Deus pela nossa paróquia!

 

Este texto foi carinhosamente escrito por Imá Rodrigues

Sagrado Coração de Jesus em oração

DSCN0632
Neste momento de medo e incertezas por qual passa a população do Espírito Santo, a comunidade do Sagrado Coração de Jesus se une em oração. Aproveitamos a visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima em nossa casa, para pedir a Deus que conceda serenidade, paz, proteção e justiça ao Estado.
Nossa Senhora das Alegrias, a Virgem da Penha, padroeira do Estado que detém outros títulos como Nossa Senhora do Amparo, Nossa Senhora do Consolo e Senhora da Vitória esteja perto de vocês neste momento tão delicado e interceda a Deus para os proteger de todo o mal.
 
“E a paz de Deus, que ultrapassa toda a compreensão, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus” (Fl 4,7). Deus abençoe a todos!

Artigo: A importância da família para a vida

juliana
Juliana Buton

Se existe algo ou alguém em que podemos depositar toda nossa confiança é na nossa família. Ressalto que hoje temos vários tipos de família, todavia todas devem ser amadas e respeitadas. A família nos indica os melhores caminhos, e nos proporciona um amor verdadeiro e incondicional. Uma família em harmonia, que se ama mutuamente, permanece unida por uma vida toda.

É também no ambiente familiar que conhecemos nossos primeiros valores. Aprendemos a perceber o mundo, damos início a nossa identidade e somos introduzidos no processo de socialização.  Por isso, é tão comum que nos comportemos como quem nos criou, trazendo traços da personalidade e atitudes muito semelhantes.

Não podemos esquecer que cada um tem um papel fundamental dentro de casa, onde existem direitos e deveres, e todos devem cumprir com suas obrigações. Aí entra o respeito mútuo os deveres diários.

Muitos definem a família como sendo a “base de tudo”, uma expressão bastante utilizada para caracterizar o laço familiar que vai além do sangue, sendo também emocional e espiritual. Mas esta base pode se desintegrar, desgastando e se tornando prejudicial. Então, é preciso preservá-la sempre.

O psicanalista Evilázio Vieira ressalta que: “Um bom relacionamento familiar é a principal arma de combate às drogas e aos problemas emocionais que acometem os adolescentes e os jovens”.

Ele explica que, a partir da adolescência, o jovem procura o ambiente fora de casa e os amigos para buscar aprovação e se identificar, e depois volta para o lar. Quando a família tem uma base sólida e oferece amor e atenção, ele não sente necessidade de buscar uma fuga da realidade nas ruas, ao lado dos amigos; ele usa o ambiente externo de forma saudável. Mas, quando sua vida é instável no âmbito familiar, ele busca suprir na rua aquilo que lhe falta dentro de casa; neste caso, é onde tem início a dependência química, a rebeldia e o comportamento violento.

Portanto, a família é algo único e insubstituível, extremamente necessário para a formação do ser humano. Sua ausência gera graves consequências. Pais e filhos precisam se manter unidos, dialogando diariamente. É preciso cuidá-la com carinho, dedicação e fé, para que sua estrutura se mantenha forte. Ame a sua família!

 

Este artigo foi carinhosamente escrito por Juliana Buton

Imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima chega a S. João no dia 06 de fevereiro

images
A paróquia do Sagrado Coração de Jesus se prepara para receber a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima, que chega em nossa comunidade no dia 06 e permanece até o dia 12 de fevereiro, trazida pelos Arautos do Evangelho (Associação Internacional de Direito Pontifício).

A chegada da imagem está marcada para o dia 06, às 18h30. Ela será recebida pelos paroquianos em frente à oficina do Nora (Rua Benedito Melo, Jd. Magalhães), de onde seguirá, em carreata, para a igreja Matriz (Jardim São Paulo). Na ocasião serão abertas as Santas Missões.

Nos dias que seguem serão realizadas missas e bençãos especiais, conforme programação abaixo.

Confissões também estão programadas de 07 a 11/02, das 9h30 às 12h30 e das 15h30 até o término da missa da noite.

PROGRAMAÇÃO

07/02 – terça-feira 

7h30 – Missa e exposição do Santíssimo Sacramento

19h – Bênção do Santíssimo e 19h30 Missa (entrada de Nossa Senhora)

08/02 – quarta-feira 

7h30 – Missa e exposição do Santíssimo Sacramento

19h – Bênção do Santíssimo e 19h30 Missa (entrada de Nossa Senhora)

09/02 – quinta-feira 

7h30 – Missa e exposição do Santíssimo Sacramento

19h – Bênção do Santíssimo e 19h30 Missa (entrada de Nossa Senhora)

*Após a missa vídeo sobre as aparições de Fátima

10/02 – sexta-feira 

7h30 – Missa e exposição do Santíssimo Sacramento

19h – Bênção do Santíssimo e 19h30 Missa (entrada de Nossa Senhora)

*Imposição do escapulário de N. Sra. Do Carmo

11/02 – sábado

7h30 – Missa e exposição do Santíssimo Sacramento

19h – Bênção do Santíssimo e 19h30 Missa (entrada de Nossa Senhora)

*Após a missa procissão luminosa

 12/02 – domingo

Encerramento das Santas Missões às 19h

Solene Coroação da Imagem peregrina de Nossa Sra. De Fátima

*Consagração das famílias

 

Natal e o Ano Novo no Sagrado Coração de Jesus

presepio-natalA Paróquia do Sagrado Coração de Jesus está com tudo preparado para celebrar uma das épocas mais especiais do calendário litúrgico, o nascimento de Jesus. Para festejar a data, serão realizadas missas às 19hs na igreja Maria Mãe da Igreja ( Jd Crepúsculo) e às 20h30 na Igreja Matriz (Jd São Paulo).

No Dia de Natal (25 de dezembro) a celebração está marcada para as 9hs na Igreja Matriz. A novidade deste ano fica por conta do Coral Infantil que vai emocionar a comunidade com lindas canções, preparadas especialmente para receber o Menino Jesus.

ANO NOVO

O Ano Novo, vai ser celebrado às 19hs na Igreja de São Cristóvão (Vila Brasil) e às 20h30 na Igreja Matriz (Jd São Paulo). No 1º dia do ano a missa será às 9hs na Igreja Matriz (Jd São Paulo).

Padre Marcos Campanhari e José Ricardo esperam por todos vocês para fazermos uma linda festa!

Venham celebrar no Sagrado Coração de Jesus! Melhor lugar não há!

Padre José Ricardo comenta posse de Dom Vilar

15122920_1181963381870467_2021015718822774100_oCom alegria te acolhemos Dom Vilar e vamos juntos o Evangelho anunciar!” Essas palavras expressam bem o que nossa Igreja Particular de São João da Boa Vista viveu neste último domingo, 20 de novembro, Solenidade de Cristo Rei.

Alegria por termos acolhido nosso Pai e Pastor. Paróquias, comunidades, grupos, associações, movimentos e pastorais de toda nossa Diocese se fizeram presentes para essa solene celebração, onde Dom Antonio Emidio Vilar foi apresentado e tomou posse como nosso quinto bispo diocesano.

Corações vibrantes, sorrisos bem expressivos, lágrimas que fizeram vir aos olhos os bons sentimentos embargados pela voz tremula ao sentir o pastor que chegava em meio ao seu rebanho.

Nossa Diocese unida num só coração, professando uma só fé e imersa no mesmo ideal cantou, rezou, vibrou, agradeceu a Deus, naquele CIC lotado, que tornou-se até pequeno diante do gigantesco sentimento de paz e unidade que ali se sentia.

A alegria da acolhida aos poucos foi se expressando também, através de toda a ação litúrgica, Palavra de Deus e Exortações, no compromisso do anúncio do Evangelho.

Sentimo-nos todos, pastores e rebanho, como que no Cenáculo, fazendo a experiência de Pentecostes, onde vindo o Santo Espírito sobre a Igreja reunida, todos se encheram dos dons e carismas necessários para que o anúncio do Evangelho ganhasse novo vigor através de nossos trabalhos e esforços. Que esse ânimo infundido em nossa Diocese com a vinda de Dom Vilar, possa trazer a cada um de nós a certeza de que Deus conosco está.

Ganhamos um Pai e Pastor, que muito demonstrou estar feliz em nosso meio. Abraçou-nos, sorriu-nos, tomou-nos pela mão, olhou-nos nos olhos, abençoou-nos estando assim, perto de todos os que ali estavam ansiosos pela sua chegada. Sentimo-nos amparados e acolhidos. Rezemos pelo nosso Pastor, que o Senhor lhe conserve com saúde e paz.

Dom Bosco, Pai e Mestre da juventude interceda por esse seu filho amado; e Maria – Mãe Auxiliadora que com seu Imaculado Coração – possa ser proteção e guia a Dom Vilar. Assim seja!

Padre Marcos celebra inauguração da Gruta de Nossa Senhora das Montanhas Azuis

e7292609247f73b6361eNo próximo domingo, dia 13, será inaugurada a gruta de Nossa Senhora das Montanhas Azuis, na Serra da Paulista, em São João da Boa Vista. O evento será marcado por uma missa campal a ser celebrada no Sítio Lareira de Pedras, às 16 horas. Em seguida, a procissão seguirá em direção à gruta, onde será fixada a imagem da santa com a bênção do padre Marcos Antônio Campanhari, da Igreja Sagrado Coração de Jesus.

A gruta está localizada no Caminho da Fé, último local de caminhada dos peregrinos, que é possível chegar de carro e de onde dá para ver São João da Boa Vista. Para católicos e devotos, a Serra da Paulista terá como padroeira Nossa Senhora das Montanhas Azuis.

A imagem que ficará na gruta foi esculpida pelo artista plástico da cidade, Silas Marciano. A obra representa as raças que formam o povo brasileiro, tendo um manto vermelho que simboliza o amor aos filhos e fiéis.

Gruta

 Construída com apoio de moradores da Serra e devotos, que se reúnem em todas as semanas para rezar o terço em devoção à santa, a gruta é toda de pedras cortadas e fica sobre uma rocha única de granito natural. O projeto foi elaborado pelo engenheiro Nilson Zenun e a arquiteta Ana Laura Zenun. Uma outra gruta, localizada no Bairro Solário da Mantiqueira, recebe devotos que participam de orações e missas.

Devoção 

O grupo que se reunia para as orações semanais deu esse nome à santa pelo fato de sempre realizarem orações com pedidos de proteção e bênção para São João da Boa Vista, por meio de gestos com olhares para as montanhas. Desta forma, uma das devotas, Benedita Angerami, teve o desejo de criar a oração pedindo proteção à Nossa Senhora das Montanhas Azuis. De acordo com o pároco Marcos, qualquer manifestação da igreja sobre um santo ou a presença de Nossa Senhora nasce da devoção de um povo, como aconteceu com Nossa Senhora Aparecida.

Papa Francisco

Cartas sobre a devoção do grupo e a fé em Nossa Senhora já foram enviadas ao Papa Francisco, que respondeu: “Bênçãos apostólicas sobre a cidade de São João da Boa Vista”.

Evento

A população de São João e região está convidada a participar desse momento importante para a Igreja Católica. É a continuação de uma devoção que surgiu em 2003 e perdura até os dias atuais com o desejo de que a Santa seja reconhecida em todo o mundo. O encontro dos devotos acontece a partir das 15 horas, no Sítio Lareira de Pedras, onde será realizada a missa. Em seguida, a procissão até a gruta.

Oração a Nossa Senhora das Montanhas Azuis

Derrama sobre nós, Nossa Senhora das Montanhas Azuis, a alegria dos campos floridos, a poesia dos cantos das aves, o voar das borboletas de mil cores, o murmúrio suave das águas dos riachos, que descem impetuosas cachoeiras das matas, a paz dos lírios dos campos e a beleza das estrelas cadentes que riscam o azul do céu.

Abençoa-nos com o orvalho das manhãs e com o sereno das noites. Que o seu manto vermelho acenda em cada coração dos homens, a vontade de ser bom e mar uns aos outros, como ensina seu Filho Jesus.

Que na sombra do seu amor, Nossa Senhora das Montanhas Azuis, possamos orar muito, para que o Planeta se torne realmente um Planeta de Deus, onde todos os homens serão felizes e a paz reinará no mundo. Amém.

 

Fonte: Site da Prefeitura de São João

Dom Antônio Emídio Vilar celebra 1ª missa como bispo de São João no dia 20 de novembro

dom-antonio-emidio-vilar-300x201Os padres Marcos Antonio Campanhari e José Ricardo Costa já confirmaram presença na primeira missa de Dom Antônio Emídio Vilar como bispo da Diocese de São João da Boa Vista. A celebração será no dia 20 de novembro, às 10 horas, no ginásio poliesportivo do CIC, em São João da Boa Vista.

Toda a comunidade da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus está convidada a participar desta linda celebração. Nos vemos lá!

Paróquia celebrará Dia de Finados

imagesNo dia 02 de novembro, dia de Finados, os fiéis da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus são convidados a celebrar a vida eterna das pessoas que já faleceram, em missas que serão realizadas no Cemitério São João Batista, em diferentes horários: 6h30, 8hs, 10hs e 17 horas. É importante lembrar que a Paróquia é convidada especial na celebração das 8 horas.

Os fiéis que não puderem comparecer ao Cemitério, terão a opção de participar de missa na igreja Matriz às 9 horas.

Dia de Finados

Celebrar a data é uma antiquíssima tradição da Igreja Católica. A todos os que morreram “no sinal da fé” a Igreja reserva um lugar importante na Liturgia: há uma lembrança diária na Missa, com o Memento (= lembrança) dos mortos, e no Ofício divino. No dia de Finados a Igreja autoriza que cada sacerdote possa celebrar três Missas em sufrágio das almas dos falecidos. Essa foi uma concessão do Papa Bento XV em 1915, quando durante a Primeira Guerra Mundial, julgou oportuno estender a toda Igreja este privilégio de que gozavam a Espanha, Portugal e a América Latina desde o séc. XVIII.

Com a lembrança dos falecidos a Igreja quer lembrar a grande verdade, baseada na Revelação: a existência da Igreja triunfante no Céu; padecente no Purgatório e a militante na terra. O Purgatório é o estado intermediário, mas temporário “onde o espírito humano se purifica e se torna apto ao céu”.

Os primeiros vestígios de uma comemoração coletiva de todos os fiéis defuntos são encontrados em Sevilha (Espanha) no séc. VII, em Fulda (Alemanha) no séc. IX. A comemoração oficial dos falecidos é devida ao abade de Cluny, santo Odilon, em 998, mas, muito antes, em toda parte se celebrava a festa de todos os santos e o dia seguinte era dedicado a memória dos fiéis falecidos. Mas o fato de que milhares de mosteiros beneditinos dependessem de Cluny favoreceu a ampla difusão da comemoração. Depois em Roma, em 1311, foi sancionada oficialmente a memória dos falecidos.

A Tradição da Igreja está repleta de ensinamentos sobre a oração pelos mortos. S. João Crisóstomo (349-407), bispo e doutor da Igreja, já no século IV recomendava orar pelos falecidos: “Levemos-lhe socorro e celebremos a sua memória… Porque duvidar que as nossas oferendas em favor dos mortos lhes leva alguma consolação? Não hesitemos em socorrer os que partiram e em oferecer as nossas orações por eles” (Hom. 1Cor 41,15).

Fonte: Site Canção Nova