Ivone

Meu testemunho eu falei no ultimo dia do cerco de jerico, mas falei resumido porque tinha mais gente p falar,mais o meu testemunho foi pelo cerco de jericó do ano passado que eu queria comprar a casa que eu ja morava de aluguel ja a 7 anos e 4 anos atras eu conversei com a ex dona se ela me venderia a casa entao ela me respondeu que nao, so que ela nao mora em sao joao e tambem nao tinha interesse pela casa,ai tentei outra vez ela me respondeu que nao,entao fiz o cerco de jericó no ano de 2011 e pedi muito para jesus essa casa entao na revelação a sandra disse que jesus tinha mostrado a ela que a casa que eu queria eu iria abençõar,quando foi em junho deste ano 2012 eu novamente entrei em contado com a ex dona e ensisti com ela,entao ela resolveu me vender a casa no contrato de compra e venda para pagar em 15 anos de 420,00 reais todo mes,logo passado um mes da compra da casa eu e meu marido conseguimos trocar de carro e o meu marido conseguiiu um serviço registrado pois ele trabalhava como autonomo. Esse ano eu alcançei a libertação de magoas que eu tinha de pai e mae essa foi a minha vitoria, Amem.

Mais de 12 mil pessoas participam do Cerco de Jericó

Realizado pelo 7º ano consecutivo, Adoração ao Santíssimo Sacramento teve sete dias de oração, ininterruptas, e muitas bênçãos.

 “Foi maravilhoso ver o empenho das pessoas nas horas de guarda ao Santíssimo Sacramento, a emoção e a fé de nosso povo a cada celebração. Um grande sucesso, com vários testemunhos de graças alcançadas”, Assim o pároco da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, Pe. Marcos Antonio Campanhari, resumiu como foi o Cerco de Jericó realizado pela Paróquia e que se encerrou no domingo, dia 21 de outubro.

Com mais de 850 pessoas em cada missa celebrada, o que não faltou foi emoção. A começar pelo pároco, que demonstrou tamanha fé nas homilias e orações ao tratar de temas como: Ressurreição, Perdão, Família e o Amor de Maria, que foram poucos os que conseguiram conter as lágrimas.

Entre as missas celebradas estavam as em intenção dos falecidos, curas de magoas, não aceitação daqueles que já morreram e libertação, além de missas em louvor a Nossa Senhora Desatadora de Nós e São José. Água, sal e objetos pessoais também foram abençoados.

Realizado pelo 7º ano consecutivo, a iniciativa de celebrar o Cerco de Jericó, na Paróquia, foi do próprio Padre, que tem uma teoria sobre porque a celebração que começou pequena no salão da igreja cresceu tanto: “Acredito que o Cerco atrai porque mexe muito com o sentimento das pessoas. Por outro lado, há a necessidade do nosso povo de encontrar um Deus mais próximo, que fale diretamente a nós e nossas necessidades”.

E continuou: “Como nossa cidade é muito religiosa a propaganda de boa em boca correu rápido e, por isso, vimos como tantas pessoas participaram e de todos os bairros”.

E muitas das graças pedidas no Cerco foram alcançadas antes mesmo que ele terminasse. E se havia alguma dúvida disso, elas foram sanadas no próprio domingo no encerramento do Cerco, quando no momento da homilia Pe. Marcos abriu espaço para que os fiéis dessem testemunho das graças alcançadas. “Essas graças alcançadas alimentam em nós a certeza de que devemos continuar. E ano que vem estaremos aqui novamente”. 

O Cerco

O Cerco de Jericó é uma campanha de sete dias e sete noites de oração diante de Jesus presente no Santíssimo Sacramento. Sua inspiração mais remota encontra-se no capitulo 6 do livro de Josué.

O texto sagrado nos conta que antes de chegar à terra prometida o povo de Israel se viu diante das grandes muralhas de Jericó que o impediam de prosseguir a caminhada. Obedecendo a voz de Deus, Josué, sucessor de Moisés e líder do povo, convidou os Israelitas a orarem durante sete dias e sete noites rodeando as muralhas de Jericó, tendo a frente a Arca da Aliança, sinal da presença de Deus que caminha com seu povo.

 

Igreja repleta de fiéis e bênçãos marcaram Cerco de Jericó

Sete dias de adoração ao Santíssimo Sacramento e muitas benção. Assim foi o Cerco de Jericó realizado pela Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, entre os dias 14 e 21 de outubro.

A emoção também foi uma constante nas celebrações ministradas pelo pároco Pe. Marcos Antonio Campanhari que, juntamente com os fiéis se emocionou ao tratar de temas como: ressurreição, perdão, família e o amor de Maria.

Entre as missas celebradas estavam as em intenção dos falecidos, curas de magoas, não aceitação daqueles que já morreram e libertação, além de missas em louvor a Nossa Senhora Desatadora de Nós e São José. Água, sal e objetos pessoais também foram abençoados.

O Cerco

O Cerco de Jericó é uma campanha de sete dias e sete noites de oração diante de Jesus presente no Santíssimo Sacramento. Sua inspiração mais remota encontra-se no capitulo 6 do livro de Josué.

O texto sagrado nos conta que antes de chegar à terra prometida o povo de Israel se viu diante das grandes muralhas de Jericó que o impediam de prosseguir a caminhada. Obedecendo a voz de Deus, Josué, sucessor de Moisés e líder do povo, convidou os Israelitas a orarem durante sete dias e sete noites rodeando as muralhas de Jericó, tendo a frente a Arca da Aliança, sinal da presença de Deus que caminha com seu povo.

Veja como foi o Cerco em nossa galeria de fotos, clicando no link:  http://sagradocoracaodejesus.org.br/?page_id=44

Comunidade segue em vigília no Cerco de Jericó

A Paróquia do Sagrado Coração de Jesus convida toda a comunidade para a missa que será celebrada nessa quinta-feira, dia 18 de outubro, ás 6h30 na Igreja Matriz. A celebração faz parte do Cerco de Jericó que segue até o dia 21 de outubro.

O Cerco de Jericó é uma campanha de sete dias e sete noites de oração diante de Jesus presente no Santíssimo Sacramento. Sua inspiração mais remota encontra-se no capitulo 6 do livro de Josué.

O texto sagrado nos conta que antes de chegar à terra prometida o povo de Israel se viu diante das grandes muralhas de Jericó que o impediam de prosseguir a caminhada. Obedecendo a voz de Deus, Josué, sucessor de Moisés e líder do povo, convidou os Israelitas a orarem durante sete dias e sete noites rodeando as muralhas de Jericó, tendo a frente a Arca da Aliança, sinal da presença de Deus que caminha com seu povo.

Josué e os Israelitas acreditaram na promessa divina de que no sétimo dia durante a sétima volta as muralhas cairiam e eles alcançariam a vitória, coisa que de fato aconteceu porque o Senhor é fiel e cumpre suas promessas!

Programação:

18/10 – 06h30 – Missa

19/10 – 19h30 – Missa de Nossa Senhora Desatadora de Nós, com queima dos nós de nossa vida e Bênção da Água

20/10 – 19h30 – Missa em honra a São José, com benção das carteiras de trabalho, sal, chaves de casa e demais objetos

21/10 – 19h – Encerramento com missa e realização das sete voltas, na intenção de que venha abaixo as muralhas que nos prendem.

Nos nossos dias colocamo-nos diante de Jesus presente no Santíssimo Sacramento e confiantes no poder da oração, pedimos que Ele derrube as muralhas que nos impedem de tomarmos posse de uma vida mais santa e feliz.

Festa de Nossa Senhora Aparecida reúne cerca de 800 fiéis

Cerca de 800 pessoas participaram da Procissão em louvor à Nossa Senhora Aparecida na manhã dessa sexta-feira, dia 12 de outubro, na Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, em São João da Boa Vista.

A Procissão, que este ano contou com dois andores (um confeccionado especialmente para ser levado pelas crianças), saiu da Igreja Maria Mãe da Igreja, no Jardim Crepúsculo, às 8 horas e seguiu até a igreja Matriz onde foi celebrada missa solene.

Durante o trajeto, um jatinho jogava papéis picados nos paroquianos que seguiam a procissão. Fato que deixou o momento ainda mais especial.

Na chegada á igreja Matriz, padre Marcos Antonio Campanhari que já tinha conduzido a procissão, celebrou a missa que teve um momento mais do que especial, com a entronização da imagem de Nossa Senhora Aparecida em um altar construído especialmente para receber a Padroeira do Brasil.

Ao término da missa a festa continuou do lado de fora da igreja, com a festa preparada pela Pastoral da Catequese  para as crianças da comunidade, com direito a cachorro quente, refrigerante, algodão doce, sorvete e muita diversão com brinquedos infláveis, afinal de contas, dia 12 também é Dia das Crianças.

 

Paróquia prepara sete dias de Adoração 24 horas ao Santíssimo Sacramento

Já estão a todo vapor os preparativos para o Cerco de Jericó, que esse ano será realizado entre os dias 14 e 21 de outubro com 24 horas de adoração ao Santíssimo Sacramento, na Paróquia do Sagrado Coração de Jesus.

O Cerco de Jericó é uma campanha de sete dias e sete noites de oração diante de Jesus presente no Santíssimo Sacramento. Sua inspiração mais remota encontra-se no capitulo 6 do livro de Josué. O texto sagrado nos conta que antes de chegar à terra prometida o povo de Israel se viu diante das grandes muralhas de Jericó que o impediam de prosseguir a caminhada. Obedecendo a voz de Deus, Josué, sucessor de Moisés e líder do povo, convidou os Israelitas a orarem durante sete dias e sete noites rodeando as muralhas de Jericó, tendo a frente a Arca da Aliança, sinal da presença de Deus que caminha com seu povo.

Josué e os Israelitas acreditaram na promessa divina de que no sétimo dia durante a sétima volta as muralhas cairiam e eles alcançariam a vitória, coisa que de fato aconteceu porque o Senhor é fiel e cumpre suas promessas!

Programação:

14/10 –  19hs – Abertura do Cerco de Jericó

15/10 –  19h30 – Missa na Intenção dos Falecidos, Curas de Magoas, Não aceitação daqueles que já morreram.

16/10 –  06h30 – Missa

17/10 – 19h30 Missa de Cura e Libertação  e Unção com Óleo Bento

18/10 – 06h30 – Missa

19/10 – 19h30 – Missa de Nossa Senhora Desatadora de Nós, com queima dos nós de nossa vida e Bênção da Água

20/10 – 19h30 – Missa em honra a  São José, com benção das carteiras de trabalho, sal, chaves de casa e demais objetos

21/10 – 19h – Encerramento com missa e realização das sete voltas, na intenção de que venha abaixo as muralhas que nos prendem.

Nos nossos dias colocamo-nos diante de Jesus presente no Santíssimo Sacramento e confiantes no poder da oração, pedimos que Ele derrube as muralhas que nos impedem de tomarmos posse de uma vida mais santa e feliz.