Lilian Silva

Gostaria de pedir-lhe para que continue orando por mim.Pois Venho passando por muitos momentos de atribulações,e preciso muito das orações, para que o Sagrado Coração de Jesus venha ao meu socorro.Que o nosso Deus envie seus anjos ao meu auxílio e que me orientem em uma audiência que terei amanhã, às 09:00 da manhã. Que Deus toque em meu advogado temporal, para que ele seja usado pelo Senhor e orientado em minha defesa pelo Espírito santo. Que o Sangue de  Jesus,toque o nosso juiz temporal, para que ele veja a verdade em minhas palavras, que serão orientadas pelo Santo espírito de Deus e que caia por terra toda contenda e ciladas e mentiras do inimigo.Que este seja preso nos laços de suas próprias armadolhas em nome do Sagrado Coração de Jesus,Amém.
Sagrado coração de Jesus,tem de piedade de nós,Amém.

Rosana Gabriel Souza

Senhor poe seus anjos em volta dos seus filhos que tanto pecam e por favor proteja no da seta que voa de dia..da falta de amor, carinho atenção, dialogo entre os casais…perdoe me por tantas vezes caluniar meu irmao e de nossa poaz amem e pela liberdade do luan e saude da
jessica amem e muito obrigado

Comunidade é convidada a celebrar o ‘Cerco de Jericó’

A Paróquia do Sagrado Coração de Jesus já está nos preparativos finais para a realização do já tradicional ‘Cerco de Jericó’, que será realizado entre os dias 12 a 19 de outubro, na Igreja Matriz, com 24 horas de adoração ao Santíssimo Sacramento.

Organizada sob os olhares atentos do pároco Pe. Marcos Antônio Campanhari e do vigário, Pe. José Ricardo Costa, o Cerco terá uma intenção específica em cada celebração.

A novidade deste ano e que o pároco convidou a comunidade para fazer vigília durante 24 horas durante a realização do Cerco. Quem quiser participar deve procurar a secretaria da Paróquia ou os agentes pastorais durantes as missas e se inscrever no horário em que puder fazer a vigília.

“Quantas muralhas precisam ser derrubadas em nossa vida? Vamos viver o Cerco de Jericó, suplicando a Deus que caiam as muralhas do ódio, da violência, das doenças, das drogas, do álcool. Enfim, todas as muralhas que só a graça de Deus pode derrubar. Se junte a nós, venha rezar conosco e fazer parte desse tempo de graça e de Bênção em nossa comunidade”, enfatizou padre Marcos.

Paróquia prepara sete dias de adoração 24hs ao Santíssimo Sacramento

A Paróquia do Sagrado Coração de Jesus já está com tudo preparado para a realização do já tradicional ‘Cerco de Jericó’, que será realizado entre os dias 12 a 19 de outubro, na Igreja Matriz, com 24 horas de adoração ao Santíssimo Sacramento.

Organizada sob os olhares atentos do pároco, Pe. Marcos Antônio Campanhari, e do vigário, Pe. José Ricardo Costa, o Cerco terá uma intenção específica em cada celebração: “Quantas muralhas precisam ser derrubadas em nossa vida? Vamos viver o Cerco de Jericó, suplicando a Deus que caiam as muralhas do ódio, da violência, das doenças, das drogas, do álcool. Enfim, todas as muralhas que só a graça de Deus pode derrubar. Se junte a nós, venha rezar conosco e fazer parte desse tempo de graça e de Bênção em nossa comunidade”. comentou o Pároco.

PROGRAMAÇÃO 

12/10 – Domingo

Abertura do Cerco de Jericó

13/10 – Segunda

Missa na intenção dos falecidos

14/10 – Terça

Missa em louvor à São José

15/10 – Quarta

Missa de Cura e Libertação com Unção com Óleo Bento

16/10 – Quinta

Missa em louvor á Nossa Senhora Desatadora dos Nós

17/10 – Sexta

Missa em louvor á Santa Cruz

18/10 – Sábado

Missa em louvor aos Santos Anjos 

19/10 – Domingo

Missa de encerramento

 

O CERCO DE JERICÓ

O Cerco de Jericó é uma campanha de sete dias e sete noites de oração diante de Jesus presente no Santíssimo Sacramento. Sua inspiração mais remota encontra-se no capítulo 6 do livro de Josué.

O texto sagrado conta que antes de chegar á terra prometida, o povo de Israel se viu diante das grandes muralhas de Jericó que o impediam de prosseguir a caminhada. Obedecendo a voz de Deus, Josué convidou os israelitas a orarem durante sete dias e sete noites rodeando as muralhas de Jericó, tendo a frente a Arca da Aliança, sinal da presença de Deus.

Josué e os Israelitas acreditaram na promessa divina de que no sétimo dia durante a sétima volta, as muralhas cairiam e eles alcançariam a vitória, coisa que de fato aconteceu.